Leishmaniose Visceral Urbana

A Leishmaniose Visceral é mais conhecida como uma doença de área rural. Isto porque o vetor que transmite a doença, o flebotomínio, se reproduz em locais com acúmulo de matéria orgânica. As pessoas costumam associar a Leishmaniose visceral com ambientes rurais, principalmente com plantações de bananeiras. Contudo, com o crescimento desordenado das grandes cidades e o acúmulo de matéria orgânica, foram detectados focos de Leishmaniose visceral em áreas urbanas. Algumas cidades como Belo Horizonte e Campo Grande são áreas endêmicas da doença, e o controle da transmissão é bastante difícil.

Em áreas urbanas, cães infectados pela Leishmania chagasi são a principal fonte de infecção para humanos. O modo de transmissão se dá através da picada de insetos, vetores conhecidos como flebotomíneos (Lutzomyia longipalpis), não ocorrendo transmissão direta de pessoa a pessoa. A doença é mais frequente em menores de 10 anos e o sexo masculino é proporcionalmente o mais afetado.

No Brasil, a doença está distribuída em 21 Unidades Federadas e, nos últimos dez anos, apresentou incidência de 1,9 casos por 100.000 habitantes. A letalidade aumentou de 3,4% em 1994, para 5,5% em 2008. O município do Rio de Janeiro é considerado como área indene para LV humana. Dos 17 casos notificados, 11 foram confirmados, sendo classificados como importados de outras Unidades Federadas.

Para o enfrentamento de novas situações epidemiológicas evidenciadas nos últimos anos, o Manual de Vigilância e Controle da Leishmaniose Visceral (MINISTÉRIO DA SAÚDE, 2006), preconiza ações que visam o diagnóstico e tratamento precoce dos casos humanos, bem como a diminuição dos riscos de transmissão através do controle de reservatórios e de vetores.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s