SMSDC-RJ presente no Rio+20

No último dia 13, teve início a Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, a Rio+20, sediada na cidade do Rio de Janeiro. Com duração prevista até o próximo dia 22, a Conferência traz a marca Rio+20 em alusão aos vinte anos decorridos da realização da Conferência das Nações Unidas sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento (Rio-92), realizada também na cidade do Rio de Janeiro, em 1992.

O objetivo da Conferência é promover a renovação do compromisso político mundial com o Desenvolvimento Sustentável, tendo em vista a avaliação dos avanços e retrocessos nos processos de decisão que envolve a relação do desenvolvimento tecnológico e humano com a preservação dos recursos ambientais. Frente a isto, o enfoque dos debates compreende o desafio em harmonizar a atividade humana com a conservação da biodiversidade e promover o uso racional dos recursos naturais em benefício dos cidadãos de hoje e das futuras gerações.

Nesta perspectiva, a Conferência terá dois temas principais:

  • A economia verde no contexto do desenvolvimento sustentável e da erradicação da pobreza;
  • A estrutura institucional para o desenvolvimento sustentável.

O conceito de Desenvolvimento Sustentável foi usado, pela primeira vez, em 1987, no Relatório Brundtland, o qual foi elaborado pela Comissão Mundial sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento, criada em 1983 pela Assembleia das Nações Unidas. Na verdade, o conceito traduz um modelo de desenvolvimento global que incorpora os aspectos de desenvolvimento ambiental, sendo conceitualmente dividido em três pilares: a sustentabilidade ambiental, a sustentabilidade econômica e a sustentabilidade sociopolítica.

A definição mais usada para o Desenvolvimento Sustentável é:

“O desenvolvimento que procura satisfazer as necessidades da geração atual, sem comprometer a capacidade das gerações futuras de satisfazerem as suas próprias necessidades, o que significa possibilitar que as pessoas, agora e no futuro, atinjam um nível satisfatório de desenvolvimento social e econômico e de realização humana e cultural, fazendo, ao mesmo tempo, um uso razoável dos recursos da terra e preservando as espécies e os habitats naturais”.

Paralelamente, a Rio+20 será composta por três momentos: No primeiro, nos dias 13, 14 e 15, está prevista a III Reunião do Comitê Preparatório, no qual se reunirão representantes governamentais para negociações dos documentos a serem adotados na Conferência. No segundo momento, nos dias 16, 17, 18 e 19, serão programados os Diálogos para o Desenvolvimento Sustentável. Os diálogos serão organizados pelo governo brasileiro, com o apoio das Nações Unidas, onde destacados representantes da sociedade civil, incluindo setor privado, ONGs e comunidade científica, entre outros, estarão reunidos para uma discussão franca e orientada sobre temas prioritários relacionados ao desenvolvimento sustentável. No terceiro momento, nos dias 20, 21 e 22, ocorrerá o Segmento de Alto Nível da Conferência, para o qual é esperada a presença de diversos Chefes de Estado e de Governo dos países-membros das Nações Unidas.

Diante deste importante evento de massa, a Secretaria Municipal de Saúde e Defesa Civil do Rio de Janeiro (SMSDC-RJ) estará participando em diversos serviços e ações de apoio tanto nos locais de realização do evento, quanto em pontos estratégicos da cidade. Profissionais estarão presentes no estande da Rede Unida, na Cúpula dos Povos, que acontece no aterro do Flamengo, distribuindo material educativo e promovendo oficinas para o cultivo de hortaliças, além da exibição de vídeos e experiências exitosas frente à geração de renda a partir do uso consciente dos recursos naturais.

No Galpão da Cidadania, instalado no Pier Mauá, professores do projeto Academia Carioca de Saúde estarão promovendo atividades físicas para o público. Os hospitais de emergência, as Unidades de Pronto Atendimento (UPA), as coordenações de emergência regionais (CERs) e as unidades especializadas ficarão de prontidão durante o período, com a retaguarda da Central Municipal de Regulação no gerenciamento dos leitos. A Vigilância Ambiental promoverá visitas técnicas para inspeção, diagnóstico ambiental e estabelecimento de medidas de controle vetorial nas áreas de abrangência do evento.

A Vigilância Sanitária atuará no licenciamento e na fiscalização dos postos de atendimento médico e ambulâncias contratadas para dar suporte no evento, além do controle dos serviços de alimentação e da qualidade da água de consumo. Ficará ainda a cargo da Vigilância Sanitária a fiscalização do gerenciamento de resíduos sólidos, o esgotamento sanitário, a climatização dos ambientes e o controle de zoonoses.

A Coordenação de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde (CIEVS), em conjunto com a Vigilância Epidemiológica, atuarão no monitoramento, durante e após o evento, das ocorrências de doenças transmissíveis e possíveis surtos, bem como desenvolvendo todas as ações de resposta rápida e oportuna, tais como, investigação epidemiológica, coleta de amostras laboratoriais e bloqueios vacinais, dentre outros.

Para maiores informações sobre o evento acesse: http://www.rio20.gov.br/

Até semana que vem,

Equipe CIEVS RIO.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s