ANVISA retira Tamiflu® da Lista de Medicamentos de Controle Especial

Nesta semana, uma resolução da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) retirou da Lista de Medicamentos de Controle Especial o remédio antiviral Oseltamivir, usado no tratamento da Gripe A (H1N1) e vendido no Brasil com o nome comercial Tamiflu®. A resolução foi publicada na última terça-feira (10/07) no Diário Oficial da União.

De acordo com o Ministério da Saúde, a medida facilita o acesso ao medicamento por parte da população. Nos últimos três anos, restrições à aquisição do medicamento haviam sido impostas com intuito de evitar o uso abusivo do mesmo, sobretudo durante a Pandemia de Gripe A H1N1 em 2009. Além disso, ainda não se tinha ideia da dimensão dos possíveis efeitos do Tamiflu® sobre a saúde da gestante, o que posteriormente se demonstrou livre de contraindicações.

Na prática, a medida determina que a receita médica não precise mais ficar retida na farmácia. Todavia, a receita ainda deverá ser apresentada no ato da compra do medicamento nas farmácias e drogarias, ou durante a retirada gratuita do mesmo em postos da rede pública de saúde.

No Brasil, o medicamento tem um custo elevado, em média R$ 200,00, uma caixa com 10 comprimidos de 75 mg, suficientes para um tratamento completo, o qual leva em torno de cinco dias. Tendo em vista uma maior eficácia, o tratamento com Oseltamivir deve ser iniciado preferencialmente nas primeiras 48 horas após o início dos primeiros sintomas. Entretanto, mesmo que este período esteja ultrapassado, o uso do antiviral continua sendo válido, conforme preconiza o Ministério da Saúde.

Em comparação com o ano passado, 2012 tem apresentado mais casos e mortes por Gripe A H1N1 nos dois hemisférios. No Hemisfério Sul, o aumento da circulação dos vírus influenza, sobretudo das cepas H1N1 e H3N2, nesta época do ano (entre maio e agosto), tem sido associado a maior aglomeração por parte dos indivíduos durante o inverno.

Atualmente no Hemisfério Norte, a atividade do vírus foi considerada branda e vem diminuindo a cada mês. Embora tenha sido registrado um surto da doença no estado norte-americano do Texas, após a Pandemia de 2009, a atividade viral nos Estados Unidos e no Canadá tem sido mantida sobre controle. Em relação à Europa, alguns países relataram um grande número de mortes entre pessoas com mais de 65 anos. No entanto, tanto na América do Norte, quanto na Europa, o sorotipo viral H3N2 tem sido a principal cepa circulante.

Na última quarta-feira (11/07), o Ministério da Saúde divulgou um balanço da mortalidade por Gripe A H1N1 no país, referente ao primeiro semestre deste ano. De acordo com o relatório, foram registradas 110 mortes em todo o país até o último dia 03/07. Ademais, este valor representa 5,3% do total de mortes registradas durante a Pandemia de 2009, quando 2.060 pessoas morreram em todo o país.

Nos anos seguintes, a mortalidade pela doença foi declinando cada vez mais. Após a ocorrência de 103 mortes em 2010, foram registrados 27 óbitos no ano passado. Portanto, o aumento na mortalidade da doença neste ano tem causado grande apreensão tanto na população, quanto nas autoridades públicas de saúde, sobretudo, na Região Sul do país.

Ainda conforme o relatório, os três estados da Região Sul são os que concentram a maioria dos casos fatais com 84 mortes, sendo 47 em Santa Catarina, 23 no Rio Grande do Sul e 14 no Paraná. Neste ano, a região já registrou mais de 1,3 mil casos confirmados da doença.

Realizada entre os dias 5 de maio e 1° de julho deste ano, a 14ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza A, atingiu mais de 80% da meta estabelecida, após ter sido prorrogada em uma semana. Até o anúncio da prorrogação, haviam sido imunizadas 13,5 milhões de pessoas, o que representa 44,87% dos 30,1 milhões de indivíduos que compõe o grupo prioritário, composto por gestantes, idosos, profissionais de saúde, indígenas, presidiários e crianças de 6 meses a 2 anos de idade. Neste ano, a campanha trouxe o slogan “Proteger é Cuidar. Vacinação contra a Gripe”.

Até semana que vem,

Equipe CIEVS RIO.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s