Grupo armado mata seis profissionais de saúde que participavam da Campanha de Vacinação contra a Pólio no Paquistão

bandeira paquistoNa última terça-feira (18/12), seis profissionais de saúde que participavam da campanha de vacinação contra a Poliomielite foram assassinados a tiros em duas das principais cidades do Paquistão. Conforme divulgado pela ONU, os ataques foram perpetrados por insurgentes islamitas que se opõem à vacinação contra esta importante doença viral, a qual ainda é endêmica no país.

Os ataques começaram já na segunda-feira (17/12), primeiro dia da campanha em várias regiões do país muçulmano de mais de 180 milhões de habitantes. No entanto, neste dia não houve vítimas fatais.

Na grande Karachi, localizada no extremo sul do país, quatro mulheres e um homem morreram em diferentes pontos da cidade, quando administravam a vacina na terça-feira (18/12). De acordo com o policial Shahid Hayat, “todas as vítimas eram funcionários do Ministério da Saúde paquistanês”. Além disso, “vários religiosos já emitiram fatwas* contra a campanha de vacinação”, acrescentou.

Uma sexta vítima que também trabalhava na campanha foi morta na cidade de Mathra, nos arredores de Peshawar – noroeste do país. A cidade localiza-se próxima às zonas tribais consideradas um santuário dos talibãs e de grupos extremistas vinculados à Al-Qaeda. Segundo policiais que participam das investigações, dois homens armados abriram fogo contra duas agentes de saúde e uma delas faleceu.

Embora nenhum grupo militante tenha reivindicado a autoria dos atentados, existe uma forte suspeita de que estes tenham sido executados pelo Talibã, uma vez que o grupo havia feito, recentemente, diversas ameaças contra a campanha na cidade. No Paquistão, milhares de pais se recusam a vacinar seus filhos contra a Pólio em virtude da pressão exercida por religiosos e grupos insurgentes.paquistao_campanha_poliomielite_atirador0

A onda de assassinatos fez com que a ONU anunciasse nesta quarta-feira (19/12) a redução de sua campanha contra a Poliomielite nesse país asiático. No entanto, as autoridades de saúde paquistanesas afirmaram que a campanha de imunização vai continuar em algumas áreas do país, ainda que alguns agentes de saúde, com medo, tenham se recusado a sair às ruas para dar prosseguimento aos trabalhos.

A Poliomielite é uma doença erradicada na maioria dos países do mundo – nas Américas, isso ocorreu em 1994. O Paquistão é um dos três países, juntamente com Nigéria e Afeganistão, onde a doença ainda é endêmica. No ano passado, o país registrou o maior número de casos da doença da década (198), conforme publicação médica na revista científica “The Lancet” e, neste ano, o total de notificações já somam 56. Recentemente, a Iniciativa Global de Erradicação a Pólio advertiu que a situação já se configurava uma “Emergência Internacional de Saúde Pública”, após casos terem sido detectados em países até então livres da doença, como China e Tadjiquistão.

Nesta quarta-feira (19/12), seria o último de três dias de uma campanha nacional de vacinação no Paquistão, cuja meta era proteger 5,2 milhões de crianças. No entanto, iniciativas deste tipo sempre enfrentam forte resistência em certas partes do país, sobretudo, desde que uma falsa campanha contra a Hepatite, implementada pela CIA (agência de inteligência norte-americana), ajudou a localizar o terrorista Osama Bin Laden no país, no ano passado.

 

*Fatwa: pronunciamento legal no Islã emitido por um especialista em lei religiosa, sobre uma matéria/assunto específica(o). Normalmente,  representa o posicionamento da autoridade religiosa diante de uma questão onde o fiqh, a jurisprudência islâmica, é pouco clara.

 

Até semana que vem,

Equipe CIEVS RIO.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s