Provável surto de Raiva preocupa criadores e autoridades de saúde no município de Garuva-SC

tn_627_600_Raiva_Bovina_Seab_310112

Em Garuva, município localizado no nordeste catarinense, um provável surto de Raiva Paralílita tem preocupado criadores e autoridades municipais de saúde. No final do mês passado, ao menos 14 bovinos morreram com sintomas da doença em pequenas propriedades da região de Mina Velha e Parte do Sol Nascente.

De acordo com Paulo Guataçara, médico veterinário da prefeitura de Garuva, foram coletadas partes do cérebro de dois animais mortos e encaminhadas ao laboratório da Companhia Integrada de Desenvolvimento Agrícola de Santa Catarina (CIDASC), para que sejam realizadas as análises a fim de comprovar ou não a doença. O laudo dos exames deverá ficar pronto em até 60 dias, segundo informou o veterinário. “O fato é que todos os sintomas indicam que realmente haja um surto de Raiva e isso requer bastante atenção”, alertou Guataçara.

No início do mês, profissionais da CIDASC estiveram em alguns pontos das localidades afetadas para capturar morcegos hematófagos, os quais atuam como transmissores da doença. Como providência imediata, a Secretaria de Estratégias Rurais adquiriu 300 doses de vacina contra a Raiva, para efetuar a imunização em animais dos pequenos criadores da região que não possuem condições de comprá-la. Porém, a orientação do secretário, Aroldo Acordi, é para que todos os criadores que possuam condições, adquiram a vacina no comércio local e imunizem seus animais.

Segundo Sidney Pensky, médico veterinário do município, a Raiva Paralítica é bastante recorrente em bovinos, os quais manifestam a doença na forma de tristeza, falta de apetite, salivação abundante pelos “cantos da boca”, ranger de dentes, andar cambaleante, tremores musculares e paralisia, principalmente dos membros posteriores. Após alguns dias, ocorre a morte do animal. Além disso, Pensky lembra que a Raiva Paralítica é uma zoonose, ou seja, pode ser transmitida ao homem, porém são raros os casos em humanos.

O último caso de Raiva Bovina no município de Garuva aconteceu em dezembro do ano passado, quando exames comprovaram a presença do vírus na carcaça de um animal da localidade de Garuva Acima.

Até semana que vem,

Equipe CIEVS RIO.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s