Vacina Nasal contra Coqueluche tem teste bem-sucedido em humanos

nasal-spray1Uma vacina nasal contra Coqueluche foi testada com sucesso em humanos, conforme apontou um estudo preliminar divulgado, na última quarta-feira (09/01), na revista científica PloS One. Segundo os autores, uma única dose do imunobiológico será suficiente para proteger crianças menores de seis meses.

A vacina experimental foi desenvolvida por uma equipe de cientistas europeus inseridos em um consórcio liderado por pesquisadores do INSERM (Institut National de la Santé et de la Recherche Médicale), na França. Ela é geneticamente modificada e especialmente formulada para a administração por via nasal.

De acordo com o coordenador do projeto Child-Innovac, Camille Locht, o medicamento foi aplicado com sucesso em 48 pessoas adultas durante um teste de fase 1, o que permitiu avaliar, dentre outras características, sua inocuidade. Os adultos foram distribuídos em quatro grupos, sendo que um deles recebeu um placebo e os outros três receberam doses diferentes da vacina.

Após seis meses de acompanhamentos, os resultados mostraram que uma única dose nasal seria suficiente para induzir, rapidamente, uma resposta imunológica, e que a vacina não apresentava qualquer efeito colateral, ainda que em doses elevadas, declarou Locht.

Ainda segundo o pesquisador, a próxima etapa consistirá em “otimizar” a dose necessária e “estabilizar” a vacina para planejar seu desenvolvimento industrial. Dentre as vantagens do novo imunobiológico, Locht destaca sua facilidade de administração e seu menor custo em relação às vacinas atualmente disponíveis no mercado.

inserm

Inicialmente criada para auxiliar no combate a Coqueluche, a vacina nasal poderá ser utilizada para prevenir outras infecções respiratórias, como a Bronquiolite no recém nascido, portanto, um “efeito positivo que não antecipamos”, acrescentou o Locht.

Reunido há dois anos e meio, o consórcio europeu Child-Innovac conta com especialistas de sete países europeus e com um financiamento de 5 milhões de euros, concedidos pela Comissão Europeia.

Segue abaixo o artigo na íntegra em PDF.

journal.pone.0083449

Até semana que vem,

Equipe CIEVS RIO.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s