Ceará confirma caso de Sarampo após 15 anos sem registro da doença

8e49a12ec5fabd793d51f6334a2689d4Na semana passada, um médico de 27 anos foi diagnosticado com Sarampo em Fortaleza (CE). De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde (SES-CE), este foi o primeiro registro da doença desde 1999, quando o último caso havia sido notificado. A vítima já está em processo de recuperação e há dois dias não apresenta febre.

Diante do caso, a SES fez um alerta aos profissionais que trabalham em hospitais, clínicas, laboratórios e também em portos e aeroportos. Conforme salientou o gerente de Vigilância Epidemiológica de Fortaleza, Antônio Lima, os casos registrados no município e nos estados vizinhos preocupam. Recentemente, outros casos também foram confirmados na Paraíba e em Pernambuco.

Na ocasião, as autoridades de saúde fizeram um alerta à população lembrando que a principal forma de prevenção da doença é através da vacinação, por meio da tríplice viral, disponível nos postos de saúde durante todo o ano. “Se a pessoa não sabe se tomou a vacina tríplice viral, se não sabe se teve Sarampo na infância e não tem nenhum comprovante da vacina, deve procurar um posto de saúde para se vacinar”, alertou Renata Dias, assessora técnica de Imunização da Secretaria Municipal de Saúde de Fortaleza.

Frente a isto, a SES do Ceará anunciou que está estudando a possibilidade de realizar uma vacinação em massa contra a doença, em parceria com o Governo do Estado do Ceará e o Ministério da Saúde. Em nota, o órgão confirmou uma reunião via teleconferência com membros do Ministério da Saúde, agendada para sexta-feira (17/01). Outra reunião será realizada no próximo dia 20/01, também para debater a necessidade da vacinação.

A decisão sobre realizar ou não a ação vai depender do resultado de exames em pessoas que podem ter contraído a doença, portanto, contactantes do caso confirmado. Segundo boletim divulgado pela SES-CE, nesta sexta-feira (17/01), há cinco casos com “forte suspeita” da doença e outros sete que aguardam resultado de exames.

Ainda segundo o órgão, a cobertura vacinal do estado encontra-se acima da meta. Em 2013, a cobertura média dos 184 municípios chegou a 102,66% em crianças com um ano de vida. A meta estabelecida pelo Ministério da Saúde é de 95%.

 Até semana que vem,

Equipe CIEVS RIO.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s