Mayaro

O vírus Mayaro é um Alphavirus sp., identificado pela primeira vez em Trinidad no ano de 1954. Sua presença já foi verificada na Guiana Francesa, Suriname, Venezuela, Peru, Bolívia e Brasil, ocorrendo em ambientes de floresta.
A expressão da doença é semelhante às demais arboviroses, com febre, cefaleia, erupção cutânea, mal estar geral, mialgia, artralgia podendo ou não evoluir a artrite.
Os vetores conhecidos do vírus Mayaro são os mosquitos do gênero Haemagogus sp., encontrado em ambientes silvestres de matas úmidas, no entanto, o Aedes sp. mostrou-se eficiente na transmissão do vírus em ambientes laboratoriais, gerando preocupação das autoridades sanitárias devido a dispersão deste vetor pelo mundo e a possibilidade de se estabelecer um ciclo urbano da doença.
No Brasil, este vírus está envolvido esporadicamente em surtos delimitados na região Amazônica desde 1957, porém o Ministério da Saúde registrou entre Dezembro de 2014 a Janeiro de 2016, 343 casos suspeitos da doença em 11 estados das regiões do Norte, Nordeste e Centro – Oeste, 53,3% (n=183) destes no estado de Goiás. A investigação preliminar do MS concluiu que todos os 70 casos confirmados eram moradores de área rural ou estiveram em ambientes rurais, silvestres ou de mata.
O Ministério da Saúde orienta quanto a intensificação da vigilância epidemiológica da doença e detecção de eventuais casos em todo o território nacional com base na definição de caso abaixo descrita:

Definição de caso humano suspeito de doença pelo vírus Mayaro: Indivíduo que apresentou febre e artralgia e/ou edema articular, acompanhado de cefaleia, e/ou mialgia e/ou exantema, com exposição nos últimos 15 dias (ou moradia) em área silvestre, rural ou de mata, em todo o território nacional.


Figura 1. Região considerada endêmica para o vírus Mayaro e Estados e municípios com casos humanos notificados e confirmados, Brasil, dezembro de 2014 a outubro de 2015.

mayaro

Fonte: Ministério da Saúde
http://portalsaude.saude.gov.br/index.php/o-ministerio/principal/leia-mais-o-ministerio/1205-secretaria-svs/vigilancia-de-a-a-z/febre-do-mayaro/21159-vigilancia-epidemiologica
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s